Fale Conosco
:: Domingo, 23 de Julho de 2017
English | Português
A A A



Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Lançamento CBERS-2


O CBERS-2, segundo satélite desenvolvido em conjunto com a China, foi lançado com sucesso no dia 21 de outubro de 2003, partindo do Centro de Lançamento de Taiyuan, na China. O horário do lançamento foi às 11h16 (horário de Pequim), o que corresponde a 1h16 em Brasília.

Tecnicamente, o CBERS-2 é idêntico ao CBERS-1.

As atividades de integração, montagem e os testes (AIT) do satélite CBERS-2 foram realizadas no LIT (Laboratório de Integração e Testes, do INPE), em São José dos Campos.

Montagem, Integração e Testes do CBERS: Etapa Brasileira

A montagem, integração e testes do 2º modelo de voo do Programa CBERS foi iniciada no dia 13 de agosto de 2000 com a chegada ao Brasil do primeiro lote de equipamentos chineses.

Esta atividade foi realizada por uma equipe de especialistas brasileiros e chineses ao longo de 14 meses nas instalações do Laboratório de Integração e Testes do INPE, conforme programado. Após a conclusão dessas atividades, o satélite e seus equipamentos de suporte foram enviados para a China no final de 2001 para a realização de testes acústicos e para a preparação da campanha de lançamento.

O acordo de cooperação assinado em 1988 previa a montagem, integração e testes de três modelos do satélite CBERS (EQM, FM1 e FM2) na China. Posteriormente, este acordo foi negociado e em 1993 foi assinado um termo complementar prevendo a realização da integração, montagem e testes do CBERS nas instalações do INPE.

O Laboratório de Integração e Testes implantou e/ou melhorou suas instalações, incluindo as seguintes: redução do nível de umidade nas áreas limpas para atender os requisitos das cargas úteis ópticas chinesas, reforma da sala de integração, melhoria da ponte rolante da área de testes ambientais, implantação de novos meios de medidas de propriedades de massa de maior capacidade, implantação de laboratório de soldagem de tubulações com qualificação espacial, implantação de meios de medidas magnéticas, implantação de um novo sistema de aquisição e tratamento de dados de vibração de grande capacidade, implantação de sistema de segurança e vigilância, projeto e construção de diversos equipamentos mecânicos de suporte e containers.

As principais atividades de montagem, integração e testes do satélite CBERS foram:

a) Preparação da Estrutura principal, incluindo montagem das referências primárias de alinhamento óptico na estrutura primária e no suporte das rodas de reação, pré-montagem da estrutura e verificação do alinhamento dos suportes de equipamentos da estrutura primária em relação às referências primárias;

b) Montagem do sistema de propulsão composta pelas seguintes atividades: montagem dos tanques de combustível no suporte do tanque, soldagem das tubulações de titânio, montagem do suporte do tanque na estrutura primária, inspeções e testes de fugas local e global, montagem das proteções térmicas;

c) Aceitação dos equipamentos para a integração no satélite composta pelas seguintes atividades: inspeção de recebimento, testes funcionais, controle de nível de contaminação orgânica;

d) Outras atividades, como: montagem mecânica dos equipamentos, montagem das cablagens, montagem das proteções térmicas, integração elétrica, testes funcionais, montagem mecânica dos módulos, testes de interferência e compatibilidade eletromagnética, medidas de propriedades de massa, testes de vibração, testes de abertura do Gerador Solar, testes térmicos no vácuo, e medidas magnéticas.

Após a conclusão e aceitação das atividades de montagem, integração e testes no Brasil, o satélite foi preparado para transporte, juntamente com os equipamentos sobressalentes de vôo e equipamentos de suporte para os testes elétricos. O transporte do satélite foi efetuado através de um avião cargueiro, especialmente fretado, de São José dos Campos para Pequim no dia 14/10/2001. Após transporte, foram efetuadas inspeções e um conjunto de testes para a comprovação de que o transporte não havia danificado o satélite.

As atividades de montagem, integração e testes reiniciaram-se na China no início de 2002 com o objetivo de completar os testes ambientais que não puderam ser realizados no Brasil, porque na época a câmara acústica reverberante do LIT ainda estava em construção.
Realização
Catálogo de Imagens
Galeria de Imagens
Brasília (DF)
Imagens CBERS-2 - Câmera CCD
Eventos Relacionados