Fale Conosco
:: Quinta-feira, 30 de Março de 2017
English | Português
A A A



Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Lançamento CBERS-1


As atividades de montagem, integração e testes (AIT) do satélite CBERS-1 foram realizadas nas instalações da CAST(China Academy Space Technology), situada em Pequim.

Após o AIT o satélite foi desmontado e transportado para o Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan (TSLC).

Nas instalações do TSLC o satélite foi novamente montado em sua configuração de voo e integrado o veículo lançador.

O satélite CBERS-1 foi lançado com sucesso na madrugada do dia 14/10/1999, à 1h15 (horário de Brasília) pelo foguete Longa Marcha 4B, a partir do Centro de Lançamento de Taiyuan, na República Popular da China. A queima dos três estágios do foguete chinês ocorreu dentro do previsto. A liberação do CBERS-1 ocorreu 13 minutos após o lançamento do Longa Marcha 4B. O satélite foi colocado a uma órbita de 98º de inclinação em relação à linha do Equador, à 1h28, e a uma altitude de 763 quilômetros.

Logo após a separação do CBERS-1 do último estágio do foguete, a estação de recepção de Nanning já estava recebendo os sinais do satélite, certificando-se do sucesso da operação de abertura do painel solar. A passagem sobre o Brasil aconteceu na sétima órbita, por volta das 11h30 do dia 14/10/1999, 10 horas após o lançamento. No lançamento trabalharam 393 técnicos, sendo 21 técnicos do INPE, 222 da CAST (Academia Chinesa de Tecnologia Espacial), 90 da CGWIC (China Great Wall Industry Corporation) e 60 do Centro de Lançamento de Taiyuan. Os foguetes da série Longa Marcha realizaram a grande maioria dos lançamentos com sucesso, sendo que o primeiro lançamento do foguete Longa Marcha 4 ocorreu em setembro de 1988.

A tabela abaixo mostra a sequência dos eventos, em segundos, durante o lançamento:

Ignição do primeiro estágio - 3
Lançamento 0
Manobra de Pitch off 20
Desligamento do 1º estágio 153,7109
Separação do 1º e 2º estágios 154,9109
Ejeção da coifa 174,9109
Desligamento do 2º estágio 277,323
Desligamento do motor vernier do 2º estágio 287,123
Separação do 2º e 3º estágios 288,123
Desligamento do 3º estágio 678,950
Injeção em órbita do CBERS-1 748,950

A seguir, descrevem-se os primeiros segundos após o lançamento:

Vinte segundos após a decolagem, o foguete faz uma manobra de "pitch-off" para tomar a direção sudoeste apropriada para atingir a órbita especificada. O primeiro estágio do foguete é desligado (cut-off) 2,5 minutos após o início do voo, tempo durante o qual terá consumido 182 toneladas de combustível.

A ignição do segundo estágio ocorre um segundo após o término da queima do primeiro estágio, juntamente com a separação do primeiro estágio, que cairá em uma região delimitada no território chinês. Vinte segundos após a ignição do segundo estágio, a coifa que protege o satélite CBERS-1 é ejetada para diminuir o peso total transportado. Esta ejeção ocorre a uma altura de cerca de 110 km, onde a atmosfera é rarefeita o suficiente para não causar qualquer tipo de turbulência que possa danificar os satélites. O término da queima do motor principal do segundo estágio ocorre 4,6 minutos após a decolagem. O motor menor, do segundo estágio (motor vernier), continua operando ainda por mais 10 segundos para efetuar pequenas correções na trajetória do foguete de forma a atingir o ponto de injeção especificado.

A ignição do terceiro estágio ocorre 4,8 minutos após a decolagem, juntamente com a separação do segundo estágio, que cairá em uma região do território chinês próxima à fronteira com o Laos. O terceiro estágio queima durante 6,6 minutos. Mesmo depois de completada sua queima, o terceiro estágio ainda continua impulsionando o satélite por mais 55 segundos para atingir o ponto correto de injeção do CBERS-1 em sua órbita.

Quando o terceiro estágio atinge o ponto ideal da órbita, um comando do computador faz com que uma pequena carga explosiva confinada rompa o pino que trava o dispositivo que prende o CBERS-1 ao foguete. O CBERS-1 é então impulsionado por pequenas molas afastando-o do terceiro estágio, entrando assim em órbita.

O terceiro estágio também continua em órbita, porém como é maior e mais pesado que o satélite, perde altura e se desintegra ao passar pela atmosfera. Basicamente, esta mesma descrição aplica-se a todos os satélites da série CBERS.

A tabela abaixo mostra as fases da campanha de lançamento:

Até 26 de setembro/1999 Testes finais no satélite
27, 28 e 29 de setembro Enchimento dos tanques de combustível do CBERS-1
30 de setembro Montagem do CBERS-1 à coifa
1º e 2 de outubro Feriado nacional da China (50 anos da República Popular da China)
3 de outubro Integração da coifa com o CBERS ao foguete
De 4 a 11 de outubro Testes finais de integração do satélite ao foguete
12, 13 e 14 de outubro Enchimento dos tanques de combustível do foguete Longa Marcha 4.
14 de outubro/1999 Lançamento do satélite


Acesse CGWIC para obter maiores informações sobre o Foguete Longa Marcha 4.
Realização
Catálogo de Imagens
Galeria de Imagens
Brasília (DF)
Imagens CBERS-2 - Câmera CCD
Eventos Relacionados