Você está aqui: INPE / CBERS / Sala de Imprensa / Notícias / Leia na íntegra

Notícia

Ciência e tecnologia do INPE beneficiam o Brasil há 57 anos

por INPE
Publicado: Ago 01, 2018
Compartilhamento no FacebookCompartilhamento no Twitter

São José dos Campos-SP, 01 de agosto de 2018

A criação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), no dia 3 de agosto de 1961, marca o início das atividades espaciais no Brasil. Autoridades, cientistas, gestores e representantes da indústria espacial estarão na solenidade em comemoração aos 57 anos em prol da ciência, tecnologia e inovação brasileira, às 10 horas desta sexta-feira (03/08), no auditório Fernando de Mendonça (LIT/INPE), em São José dos Campos (SP).

Como parte da comemoração dos 57 anos, ainda na quinta-feira (02/08) o INPE recebe a diretora do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior (Unoosa), Simonetta Di Pippo, para uma palestra sobre o uso pacífico do espaço e a importância da ciência e tecnologia espacial para o desenvolvimento sustentável, entre outras questões que desafiam a humanidade e a preservação do planeta.

O aniversário de 57 anos do INPE também marca os 30 anos de dois dos mais significativos programas do Instituto: o CBERS, que em parceria com a China proporcionou ao Brasil desenvolver satélites para observação da Terra; e o PRODES, para o monitoramento da Amazônia, um dos maiores exemplos de sucesso na aplicação de tecnologias espaciais.

Como executor de atividades do Programa Espacial Brasileiro, o INPE fomenta a inovação e o fortalecimento do setor aeroespacial no país. No Instituto, são construídos satélites para produção de dados sobre o planeta Terra e desenvolvidas pesquisas que transformam esses dados em conhecimento, produtos e serviços para a sociedade brasileira e para o mundo.

Satélites de observação da Terra, como os da família CBERS, desenvolvidos pelo INPE em cooperação com a China, são fundamentais para um país de dimensões continentais como o Brasil. São inúmeras as suas aplicações, com destaque para o monitoramento de florestas, previsão de safras agrícolas, monitoramento de queimadas, análise de usos da terra, cadastro territorial urbano e rural, entre outras. O PRODES é considerado o maior programa de monitoramento de florestas do mundo, por cobrir 4 milhões de km² todos os anos.

O estabelecimento e a manutenção das competências científico-tecnológicas são apoiados pelo programa de pós-graduação realizado pelo INPE desde o final da década de 1960. Outra característica que fortalece o Instituto é o relacionamento com outras organizações para o intercâmbio científico e tecnológico, acesso e fornecimento de dados e desenvolvimento de serviços, tecnologias e sistemas espaciais.

Presente em todas as regiões do Brasil, o INPE tem sua sede em São José dos Campos (SP) e possui centros regionais em Belém (PA), Natal (RN) e Santa Maria (RS), além de unidades em Cuiabá (MT) e Cachoeira Paulista (SP).


Logo INPE © Todas as matérias e imagens poderão ser reproduzidas, desde que citada a fonte.